Viver sem Segredo – Tribo da Periferia | Wiki Música

    Publicidade

Viver sem Segredo – Tribo da Periferia




Cidades se acende
E eu, não quero dormir também
E o tempo, não dá tempo pra ninguém
Amores são provisórios, eternos são ilusórios

Cidades se acende
E eu, não quero dormir também
E o tempo, não dá tempo pra ninguém
Amores são provisórios, eternos são ilusórios
E a prioridade é viver bem

Erga as mãos, as taças
Tudo passa ligeiro
Quer fazer então faça, eles vão falar mal do mesmo jeito
Viver sem segredo
Sempre viver sem segredo
Bom é viver sem segredo


Sem provar pra ninguém
Sem olhar pra trás
Hoje eu vou curtir igual ninguém nunca vai

Tudo vai ficar bem, pra esquecer nunca mais
Hoje eu vou curtir igual ninguém nunca vai

Vamos virar Lenda!

Vamos virar Lenda!
Vamos virar Lenda!
Vamos virar Lenda!

Talvez essa fase é orgulho
Conteúdo pra história
Quem entra pra sair no lucro, nunca vai ficar na memória

Bora pra pista que eu viro o jogo
Cola comigo e cê vale ouro
Hoje vivo sem segredo
E sei que a lei do retorno é em dobro
Não deixe à vontade lá fora


Não!
Quando sua fé for de outro nível
Passar por incrível fazendo história

Sem provar pra ninguém
Sem olhar pra trás
Hoje eu vou curtir igual ninguém nunca vai
Tudo vai ficar bem, pra esquecer nunca mais
Hoje eu vou curtir igual ninguém nunca vai

Vamos virar Lenda!
Vamos virar Lenda!
Vamos virar Lenda!
Vamos virar Lenda!
Vamos virar Lenda!

Vim causar dúvidas por umas noites
Mas qual a gang mais louca do frevo hoje?

Às vezes odiado, às vezes mal amado
Pois ser humano é fraco, mentiroso e falho
Sou o universo em crise, alheios admiram
Sou desses que revive, quando ocasiões conspiram
Sou o retrato onde moro
Só seguir o enredo
Vou viver esse segredo

Sem provar pra ninguém
Sem olhar pra trás
Hoje eu vou curtir igual ninguém nunca vai
Tudo vai ficar bem, pra esquecer nunca mais
Hoje eu vou curtir igual ninguém nunca vai

Vamos virar lenda!
Vamos virar lenda!
Vamos virar lenda!
Vamos virar lenda!

Vamos virar lenda!

Barra lateral



Close