Intolerância – Lenine | Wiki Música

    Publicidade

Intolerância – Lenine


Ela vem e vem decidida
É um trem cruzando a avenida
Ela vem pra lá de atrevida
É ela

Ela tá na adrenalina
Vem e já dobrou a esquina
Vai entrar rasgando a cortina
É ela


Ela vem ao som de turbinas
Nada em nitroglicerina
Ela é quem dinamita a mina
É ela

Ela vem e espalha conflito
Ganha a mente, seja no grito
E se tem alguém que eu evito
É ela

Traz em cada mão o desassossego
Vai furar o chão, um buraco negro
Tem que ter razão quem saiu do jogo dela

Ela
Ela
Lá vem ela

Barra lateral



Close